img
Atitudes transformam realidades
Home / Atitudes que transformam realidades

De Mãos Dadas

De Mãos Dadas
Em 05/11/2019
Atitude que busca transformar a realidade de jovens através do diálogo.Esse é o trabalho do projeto De Mãos Dadas,que busca reforçar nas escolas o seu significativo papel na redução dos índices de bullying, através de rodas de diálogo.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) 800 mil pessoas cometem suicídio anualmente em todo o planeta, precisamente 2.191 pessoas por dia. No Brasil, conforme os dados administrados pelo Ministério da Saúde, 11.746 pessoas se mataram em 2017, sendo 32 pessoas por dia. Esta taxa aumentou em 73% entre os anos de 2000 e 2016. Na Bahia foram computados, apenas em 2017, 373 suicídios, uma morte por dia, sendo que 23% foram realizadas por jovens dos 15 aos 29 anos. Os dados do Ministério da Saúde revelam que 8% das mortes por suicídio ocorridas em todo o Brasil estão enquadradas na faixa etária, de crianças matriculadas no ensino fundamental 1, 2 e ensino médio, ou seja, entre jovens de 10 aos 19 anos. Estes dados alarmantes motivam a criação do Projeto "De Mãos Dadas", que tem como finalidade despertar nos estudantes do ensino fundamental a importância de ouvir e respeitar o próximo assim como ele é, promovendo os valores humanos do respeito, da dignidade humana, da cultura de paz e da solidariedade. Esse objetivo é realizado através de diálogos em roda, uma técnica pedagógica e ferramenta de intervenção afirmativa, que tem o poder de estimular nas crianças trocas significativas como possibilidades de construção de conhecimento crítico acerca de um determinado assunto, desenvolvendo a capacidade de ouvir atentamente a opinião do outro e de se colocar no lugar dele em interação, bem como incitar, nesses jovens a coragem para se manifestar de modo assertivo, consciente e respeitoso com todos. 
 A atuação do Projeto “De Mãos Dadas” é de extrema relevância, já que são nas escolas que ocorrem o bullying com mais frequência entre os jovens. Apesar de não existir dados formais que relacionem o bullying às 940 mortes anuais ocorridas entre adolescente dos 10 aos 19 anos, esta manifestação de preconceito tem alto poder destrutivo, que interfere diretamente no ânimo, produtividade e sociabilização dos agredidos. Diante deste cenário, pergunta-se: quais tem sido as ações tecnológicas implementadas pela Escola nesta realidade psicossocial? 
 O Projeto “De Mãos Dadas” surge como uma tecnologia social, que busca reforçar nas escolas o seu significativo papel na redução dos índices de bullying e os índices trágicos do suicídio entre jovens. O Projeto traz para o centro das discussões o conceito dos direitos humanos no processo ensino-aprendizagem, o combate aos estressores destes direitos entre jovens escolares do ensino fundamental e médio, mostrando como eles podem impactar diretamente na formação de adultos equilibrados e conscientes de seus papéis nesta realidade tecnológica, instigando nas escolas de que forma ela, enquanto uma instituição tão presentes na vida dos jovens, poderá contribuir para uma sociedade fortalecida no que concerne ao enfrentamento dos desafios pós-modernos onde a tecnologia existe como meio e não como fim. Atualmente, o Projeto “De Mãos Dadas”, desenvolvido pelo professor Alex Sandro da Paixão Santos, vem atuando em escolas de Salvador, Bahia, na busca de alertar os jovens sobre a importância da vida, do enfrentamento e superação dos problemas. Um trabalho de extrema necessidade, que alia-se a um dos assuntos mais discutidos atualmente no sistema educacional, o bullying, a expressão da violência entre aqueles que estão em fase de socialização, o suicídio entre jovens.

Foto Foto
Foto Foto